Caseum Remédio

 

Amigdalectomias São Para Caseum Remédio?

                 Há para caseum remédio, até mais do que um. Contudo, nem sempre as pessoas o sabem, porque os próprios médicos podem não estar bem informados a respeito disso. Isso leva a que, quando pessoas com caseum se dirigem aos consultórios médicos, é-lhes dito que apenas terão uma solução definitiva para o seu problema se retirarem as amígdalas (ou tonsilas palatinas) que albergam essas pedrinhas. A operação cirúrgica de remoção das amígdalas se chama amigdalectomia (ou tonsilectomia) e é muito comum, sobretudo entre as crianças. Além disso, é considerado um procedimento de baixo risco cirúrgico. No entanto, é uma opção assim tão viável?

                As amigdalectomias são geralmente recomendadas em casos onde o paciente tem infecções muito recorrentes nas amígdalas, sinusite crónica e/ou obstrução das vias nasais. Esta última condição pode causar episódios de apneia durante o sono, em que o paciente deixa de respirar por alguns curtos momentos. Mesmo quando não se verifica a ocorrência de apneia enquanto dorme, a pessoa pode ter dificuldades respiratórias que se manifestam por roncar constantemente e respirar pela boca de modo ofegante. As amigdalectomias removem o agente obstrutor e eliminam esse problema. Junto com as amígdalas, por vezes também se retiram os adenóides (ou tonsilas faríngeas), que são estruturas semelhantes às amígdalas que estão presentes por trás do céu da boca, na parte posterior da cavidade nasal. A este procedimento se chama adenoidectomia.

                Pode-se dizer que esta operação é para caseum remédio? Sim. Nas situações em que os cáseos se apresentam como um mal crónico e incómodo, pelos seus sintomas, as amigdalectomias podem ser sugeridas pelos médicos, pois sem amígdalas, não há cáseos. Estes não se instalam em mais nenhuma parte da boca, pois apenas as amígdalas possuem uma superfície repleta de pequenas cavidades, as criptas amigdalianas, que facilmente retêm substâncias. No entanto, há que ter em conta que as amígdalas fazem parte do sistema de defesa do nosso organismo. Além disso, qualquer procedimento cirúrgico possui riscos, por mais comum que seja. Reacções adversas à anestesia e hemorragias na zona de operação são algumas das complicações possíveis.

                Há para caseum remédio menos extremo, mas depende de cada um a decisão a tomar. Para mais informações sobre remédios naturais para cáseos, visite o seguinte website: Caseum tratamento

 

Caseum remover

Caseum Remover Para Sempre!

                 Muitas pessoas querem os caseum remover, mas não sabem como. Por isso, vivem durante anos a fio com esse problema de saúde oral indolor, mas bastante incómodo, achando que nunca encontrarão uma solução e que terão simplesmente de aceitar as coisas como são. Na verdade, não é bem assim. Os caseum podem ser eliminados para sempre!

                Os caseum, cáseos ou tonsilólitos são pedras que aparecem espontaneamente nas criptas amigdalianas à superfície das nossas duas amígdalas (ou tonsilas palatinas), no fundo da cavidade oral. Têm cor que varia entre o branco e o amarelado, e uma composição também variável de pessoa para pessoa e mesmo de pedra para pedra. De qualquer forma, em geral, as pedrinhas costumam se formar a partir da deposição, agregação e posterior calcificação de restos de comida, saliva e colónias de bactérias da boca, por exemplo. Entre os seus sintomas, inclui-se a halitose, ou simplesmente o mau hálito, que pode se tornar um problema insuportável, especialmente em momentos de convivência com outras pessoas, as quais poderão vir a sentir o mau cheiro.

                Para os caseum remover, provavelmente não é boa ideia, nem mesmo possível, tentar enfiar as mãos na boca e agarrar neles um por um. Uma boa forma de se ver livre deles é tentar removê-los fisicamente com a ajuda de um forte jacto de água (não o suficiente para magoar as amígdalas) vindo de um irrigador oral, instrumento comum em consultórios dentários. Também pode tentar gargarejar persistentemente com produtos adequados, aliando esses procedimentos ao uso de antibióticos para reduzir as bactérias presentes na sua boca e garganta. Por outro lado, prevenir vale sempre muito mais do que remediar e, por isso, seja qual for o método de remoção que você decida seguir, você deve combiná-lo com acções de prevenção que lhe garantam que nunca mais vai ter o mesmo problema no futuro.

            

Caseum Gargarejo Funciona

                 Caseum gargarejo é uma opção simples e prática para quem tem cáseos amigdalianos, mas não quer enfrentar uma operação cirúrgica de remoção das amígdalas (ou tonsilas palatinas) para resolver o problema. Esse procedimento cirúrgico, chamado de amigdalectomia ou tonsilectomia, é muito comum e considerado de baixo risco. No entanto, “baixo risco” não é exactamente o mesmo que “nenhum risco”; qualquer cirurgia tem prós e contras e, considerando que as amígdalas têm um papel a cumprir na defesa do organismo, removê-las seria uma perda para o nosso corpo.

                Para fazer caseum gargarejo, tem de ter em conta que depois de qualquer refeição, as amígdalas podem reter restos de alimentos nas criptas que possuem na sua superfície. Portanto, você não deve deixar passar nem mesmo uma só refeição sem fazer o gargarejo. Também o deve fazer mesmo que só tenha ingerido uma bebida, especialmente no caso em que essa bebida é leite ou um derivado do mesmo, como iogurte líquido, e você é intolerante à lactose. Isso deve-se ao facto de que, para os cáseos amigdalianos calcificarem, é precisa a intervenção de sais de cálcio. Ora, se você tiver intolerância à lactose, não digerirá bem o leite ou laticínio e fará com que o cálcio contido no mesmo se acumule em outras regiões do corpo, como as amígdalas. Assim, estará a contribuir para o desenvolvimento dos cáseos.

                O gargarejo propriamente dito pode ser feito simplesmente com água, mas de forma vigorosa, para que a agitação da água na sua cavidade bucal consiga tirar as pedrinhas do seu lugar. De qualquer modo, o processo é mais eficiente se misturar outra substância com a água, tal como sal ou bicarbonato de sódio. Essas substâncias facilitam a dissolução das pedras de uma forma que água pura não consegue por si só. Depois, não se esqueça de não engolir o líquido que gargarejou. Deite-o fora.

                O caseum gargarejo é um processo simples e relativamente eficaz, mas como tem de ser feito após todas as refeições, a sua repetição constante torna-se cansativa. Para outras opções naturais de tratamento, visite: http://www.caseosamigdalianos.net

 

 

Home  Contacto  Política de Privacidade  Aviso Legal